A verdadeira historia por detrás do filme Compliance

Para aqueles que ainda não viram a nossa primeira Estreia da Semana o filme escolhido é o "Compliance". O filme, baseado em factos reais, conta a historia de uma empregada de um restaurante de fast-food que é vitima de um esquema criado por um falso policia que a obriga a situações humilhantes porque supostamente corria o risco de ser presa.

A verdadeira historia passou-se no dia 19 de Abril de 2004 num McDonalds no Kentucky, Estados Unidos da America. Louise Ogborn enfrentava mais um dia de trabalho no restaurante de fast-food fazendo umas horas extra derivado à sua mãe ter sido recentemente demitida.

Louise Ogborn

Foi enquanto tentava ganhar algum dinheiro extra que a sua chefe, Donna Summers, recebeu uma chamada alegadamente de um agente da autoridade que informava que Louise tinha sido acusada de roubar uma cliente. 
Donna Summers ao telefone com o "policia"
Donna chamou Louise para o escritório enquanto falava com o "policia". Depois de explicar do que estava a ser acusada foi dada a Louise 2 opções: Ou a revistavam ou tinha que ir para a esquadra.
Acreditando que do outro lado estava um Policia, Louise tirou toda a roupa ficando apenas coberta com um avental.

Como era uma noite complicada, Donna tinha que ir para o restaurante, e pediu a um dos empregados para ficar com Louise no escritório e continuando a falar com o suposto policia. Depois de alguns minutos o empregado sai do escritório alegando que não queria ter nada a ver com o caso. É aqui que o caso começa a ganhar contornos esquisitos, o Policia pede a Donna para chamar o seu noivo para tomar conta de Louise até que a policia chegasse ao local.

Walter Nix e Louise Ogborn

Ao falar com o Policia, Walter Nix, o noivo, começa a fazer pedidos que ultrapassam o normal desde saltar nua, a inclinar-se numa cadeira, e quando Louise não obedece a um dos pedidos do Policia e não chama o Nix de sr., o policia diz a Nix para lhe agredir nas nádegas violentamente. Uma das agressões foi repetida durante 10 longos minutos. É com Walter que este caso ganha um rumo muito mas grave. Após o policia ter dito a Walter, ele obriga Louise a fazer-lhe sexo oral. É aqui que é posto em causa todo este caso.

Estaria realmente alguém do outro lado? 
Como é que Walter deixou que aquilo acontecesse?


Donna é chamada ao telefone novamente pelo Policia, este pede-lhe que ponha outra pessoa a vigiar Louise. Desta vez é um senhor da manutenção que fica a falar com o Policia. É lhe pedido por telefone para retirar o avental à rapariga para a ver-la nua, ao ouvir isto o senhor conta tudo a Donna que se apercebe que algo está completamente errado. É ai que Donna liga para o seu chefe, cujo o policia afirma estar em linha com ele, o chefe diz-lhe que esteve a dormir a tarde toda e que não tinha falado com ninguém. Donna apercebe-se que Louise tinha sido vitima de um embuste.
Donna liga para a policia. A policia apareceu no restaurante em 5 minutos, o crime durou 3 horas.

O DESFECHO:
Como podem ver o crime foi horrível e as acções de Donna e Walter Nix continuam a ser questionadas. A policia continuou a investigar e descobriu que este era apenas a mais recente vitima de um crime que já acontecia à 10 anos. Depois de alguma investigação prenderam um individuo chamado David Stewart, mas em tribunal não conseguiram provar ter sido ele do outro lado do telefone. Ao saber que a McDonalds já tinha conhecimento de ataques semelhantes em restaurantes da marca, Louise processou a marca e recebeu 1.1 milhão de Dólares. Donna foi imediatamente despedida, mas recebeu 400 mil dólares pelo o que aconteceu naquela tarde, apenas não foi presa porque Louise interveio em auxilio dela no tribunal.

Aqui fica um video com imagens da camera de vigilancia que gravou tudo o que aconteceu naquele dia de Abril de 2004 no Kentucky:

Ruben Morgado

Phasellus facilisis convallis metus, ut imperdiet augue auctor nec. Duis at velit id augue lobortis porta. Sed varius, enim accumsan aliquam tincidunt, tortor urna vulputate quam, eget finibus urna est in augue.

Sem comentários:

Enviar um comentário